29 de out de 2011

MODA EM TRICOT E CROCHET SUELI SEVILHA

Vocês curtem moda em tricot e crochet?  Está em alta neste verão. Tricot e crochet no verão pode? Pode sim. Estarei fotografando e preparando um material para postagem no blog  com as peças em tricot e crochet de Sueli Sevilha. Um maravilhoso trabalho, envolvendo moda , a arte de tecer e muita criatividade. Beijos amigos e aguardem!



28 de out de 2011

A ROUPA FAZ A DIFERENÇA?

Sem maiores preocupações com o vestir, o médico conversava descontraído com o enfermeiro e o motorista da ambulância, quando uma senhora elegante chega e de forma ríspida, pergunta:
- Vocês sabem onde está o médico do hospital?
Com tranqüilidade o médico respondeu:
- Boa tarde, senhora! Em que posso ser útil?
Ríspida, ela retorquiu:
- Será que o senhor é surdo? Não ouviu que estou procurando pelo médico?
Mantendo-se calmo, contestou:
- Boa tarde, senhora! O médico sou eu, em que posso ajudá-la ?!?!
- Como?!?! O senhor?!?! Com essa roupa?!?!...
- Ah, Senhora! Desculpe-me! Pensei que a senhora estivesse procurando um médico e não uma vestimenta....
- Oh! Desculpe doutor! Boa tarde! É que... Vestido assim, o senhor nem parece um médico...
- Veja bem as coisas como são...- disse o médico -... as vestes parecem não dizer muitas coisas, pois quando a vi chegando, tão bem vestida, tão elegante, pensei que a senhora fosse sorrir educadamente para todos e depois daria um simpaticíssimo "boa tarde!"; como se vê, as roupas nem sempre dizem muito...
Moral da História:

UM DOS MAIS BELOS TRAJES DA ALMA É A EDUCAÇÃO.

Sabemos que a roupa faz a diferença mas o que não podemos negar é que Falta de Educação, Arrogância, Falta de Humildade, Pessoas que se julgam donas do mundo e da verdade, Grosseria e outras "qualidades" derrubam qualquer vestimenta.

BASTAM ÀS VEZES APENAS 5 MINUTOS DE CONVERSA PARA QUE O OURO DA VESTIMENTA SE TRANSFORME EM BARRO.




26 de out de 2011

CHUVA DE TALENTO NO PORTO


Bértille Goux, da escola francesa Atelier Chardon Savard, foi a grande vencedora do Porto Fashion Show. O concurso de jovens designers de moda organizado pelo CENIT premiou ainda o talento de Joana Lima, Laura Herranz, Monsieur Bul e Maurizio Bontadi, numa final muito disputada na passerelle do Portugal Fashion.
dummy
Chuva de talento no Porto
Nem a chuva que se abateu sobre o Porto no passado domingo afastou o público da passerelle do Portugal Fashion para assistir ao Porto Fashion Show, o concurso de jovens criadores organizado pelo CENIT, cuja final trouxe a Portugal jovens talentos de prestigiadas escolas de moda europeias.
A colecção “Chroma” valeu a Bértille Goux o reconhecimento do júri internacional presidido por Felipe Oliveira Baptista e um prémio total de 12.000 euros (2.000 euros por ter sido a vencedora de França e 10.000 euros por vencer o concurso), que a concorrente francesa pretende investir na sua carreira. «O Porto Fashion Show foi um super-trampolim. Não estava à espera. Vou investir este dinheiro na preparação do dossier e da minha colecção para concorrer ao Festival d’Hyères», explicou a jovem designer de 21 anos, que procura, assim, seguir um caminho já percorrido por alguns dos grandes nomes da moda internacional, como Felipe Oliveira Baptista, que venceu o grande prémio do Festival d’Hyères em 2002.
«Foi uma decisão muito difícil porque reuniu-se um grupo de participantes bastante talentosos», sublinhou Felipe Oliveira Baptista, que ressalvou a importância deste concurso e da sua continuidade. «A iniciativa é óptima e tem de ser felicitada. Mas, tal como todos os concursos do género, abre questões de como deverá evoluir no futuro», acrescentou o presidente do júri, actual director criativo da Lacoste.
Também a portuguesa Joana Lima brilhou na passerelle. A terminar o curso de design de moda no Modatex, depois de ter iniciado o seu percurso com a frequência da licenciatura em Artes Plásticas, vertente Pintura, na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Joana Lima está agora a afirmar-se no mundo da moda. Para além dos elogios do júri e de ter arrecadado o prémio do Porto Fashion Show por país (vencedora de Portugal), a jovem designer prepara-se para uma nova aventura em Novembro: é a mais recente aquisição da Tommy Hilfiger. «Nas últimas três semanas, a minha vida mudou radicalmente», afirmou Joana Lima. «Mais do que o dinheiro, importa o investimento que o Porto Fashion Show fez para que o trabalho de jovens designers seja reconhecido, sobretudo nesta fase complicada de lançamento no mercado», sublinhou.
Laura Henranz, estudante do Centro Superior de Diseño de Moda de Madrid, arrecadou o prémio destinado a Espanha com a colecção Tarantela, inspirada na tradicional dança italiana, e depois da experiência de colaboração com a marca espanhola Ana Locking e com a revista Linked Magazine, pretende crescer na moda com a ajuda deste prémio. «Não esperava. Fiquei em estado de choque. Achei que a vencedora seria outra das minhas colegas, que eram também muito boas. Estou muito contente e vou usar este prémio para investir no meu crescimento enquanto designer, para continuar a minha formação com um Master em moda em França ou Inglaterra no próximo ano», revelou a jovem designer de apenas 22 anos.
Monsieur Bul é a marca belga que mereceu a distinção do júri no Porto Fashion Show, com o prémio destinado à Bélgica. Julien Brennecke e Sébastien Denies, da Helmo School, são os designers por detrás desta marca, com um percurso no mundo da moda que inclui um estágio com Jean-Charles de Castelbajac e Christophe Coppens, respectivamente. A colecção que estes jovens talentos apresentaram no Porto Fashion Show, inspirada no trabalho de Le Corbusier, valeu-lhes o prémio de 2.000 euros e está já à venda em 10 lojas multimarca, na Bélgica, França e Japão. «Este prémio mostra que o meu trabalho agradou. Foi muito gratificante receber um prémio destes das mãos de um júri profissional como o do Porto Fashion Show», revelou Sébastien Denies.
No que respeita a Itália, a colecção masculina pós-atómica de Maurizio Bontadi, do Istituto Marangoni, mereceu o destaque do júri, com os materiais técnicos como vinil, polipropileno e poliuretano a evidenciarem-se. «Foi uma surpresa total vencer este prémio. Não estava à espera, sobretudo porque apresentei uma colecção de homem. Vou aplicar este dinheiro na criação da minha própria etiqueta», revelou o jovem designer.
«É importante não perder esta dinâmica do Porto Fashion Show», destacou Ana Mesquita, PR do Porto Fashion Show. A jornalista de moda mostrou-se ainda impressionada com «a motivação e dedicação de todos os envolvidos neste projecto».
Os premiados do Porto Fashion Show foram escolhidos por um júri internacional que, além do criador português Felipe Oliveira Baptista, incluiu Catarina Rito, jornalista de moda do Diário de Notícias, actualmente nomeada para os Fashion Awards para melhor comunicação de imprensa, Sébastian Alcalá, director das revistas de moda espanholas Novias e Pasarelas Internacionales, Sophie Guyot, directora do salão de moda parisiense Who’s Next, Luca Larenza, designer de moda italiano, cuja popularidade tem vindo a crescer de colecção para colecção, estando já à venda na mais conhecida rua de compras de luxo de Milão – Via Montenapoleone –, e Linda Van Waesberge, reputada stylist belga com trabalhos nas mais prestigiadas revistas de moda do seu país.
 
Fonte: Portugal Textil

22 de out de 2011

Look Praia! Com que roupa eu vou???

Amigos... fim de semana, sol de primavera ... e eu indo curtir o mar... Com que roupa eu vou? Ir a praia com estilo. Veja as dicas de looks. kisses. Kris Melo... Torçam pelo sol! Fuiiii






Beijos! Kris Melo

21 de out de 2011

Como aprender a desenhar com o livro Desenho de Moda, de Bina Abling


Desenho de Moda, de Bina Abling, é uma obra completa e extremamente didática, perfeita para artistas, ilustradores ou designers, mas é obrigatória para estudantes de moda. O livro é a referência mais atualizada da área, além de ser ferramenta de estudo ou trabalho.
Para quem quer ser estilista ou pretende trabalhar com desenvolvimento de produto é essencial saber expressar suas ideias e o desenho de moda é uma importante ferramente nesse sentido, facilitando a criação dos modelos e aumentando a criatividade.
Muito bem ilustrado, o livro traz passo a passo detalhado, com exercícios práticos e fáceis para você aprender a fazer desenhos e ilustrações de moda. O Volume 1 começa com a figura humana e aos poucos vai  incorporando movimentos, trazendo todas as partes do corpo, de uma forma simples de ser executada, até chegar ao desenho das roupas em um croqui completo.
No volume 2 você vai aprender desenho técnico que é a forma mais utilizada por estilistas e criadores. Bina ensina a fazer muitos modelos, trazendo detalhes de mangas, golas, bolsos, recortes, etc. Ilustra também os diferentes tipos de costuras, efeitos de tecido e por último traz uma infinidade de modelos planificados, em roupas e acessórios, como vestidos, casacos, blazers, sapatos, bolsas, cintos, chapéus e muito mais.
Desenho de look para noivas 402x600 Como aprender a desenhar com o livro Desenho de Moda, de Bina Abling fotos2011 10 21 183545 Como aprender a desenhar com o livro Desenho de Moda, de Bina Abling fotos
A quinta edição chega com um novo foco, com referências fotográficas coordenadas com as instruções em desenhos. Os dois volumes de Desenho de Moda são organizados de forma racional, com conteúdo apresentado de modo lógico. É o único livro de ilustração de moda que incorpora estrutura vertical de design de moda e sequência de apresentação de tipos, desde os primeiros esboços até o desenho de ilustração, de planos a desenhos técnicos.
Todos os tópicos, incluindo silhuetas, têxteis e tratamento de tecidos, são ilustrados com cuidado. Através de uma abordagem prática do desenho, feita a partir de diagramas e exercícios, o leitor confere que o método e as técnicas de Bina são fáceis de seguir e sintetizar.
“Preciso também afirmar que em nosso universo regido pela tecnologia, o Desenho de Moda enfatiza que a mão pode ainda chegar onde o computador não alcança”, diz Timothy M. Gunn, Diretor do Departamento de Design de Moda da Parsons School of Design, de Nova York, e autor da introdução do livro.
“O que pode ser mais agradável do que desenhar? Quanto mais sei a respeito, mais quero desenhar. Há muito tempo que desenho; desde que me lembro, eu desenho e, por cerca de 25 anos, o faço profissionalmente. Tenho ensinado por quase o mesmo tempo e ainda amo as carreiras que escolhi. Não posso me imaginar entediada com meu trabalho. Desenhar para mim é tão importante quanto respirar – é vital para o meu ser. Sinceramente espero que você sinta da mesma forma” – Bina Abling

18 de out de 2011

SANGUE NOVO NA MODA


Os nomes que vão ditar a moda de amanhã estarão no Porto Fashion Show no domingo. Designers de conceituadas escolas de moda de Espanha, França, Itália, Bélgica e Portugal vão competir por um prémio total de 20.000 euros atribuído por um júri internacional sob a batuta do presidente Felipe Oliveira Baptista.
 
dummy
Sangue novo na moda
 No próximo dia 23 de Outubro, pelas 16h 30, as atenções do mundo da moda estarão voltadas para a Alfândega do Porto, onde terá lugar o concurso Porto Fashion Show, destinado a jovens designers europeus.
Quinze estudantes de reputadas escolas de moda da Europa – Centro Superior de Diseño de Moda de Madrid (Espanha), Atelier Chardon Savard (França), Istituto Marangoni (Itália) e Helmo School (Bélgica) e ainda três estudantes portugueses da Escola de Moda do Porto, Academia de Moda do Porto e Modatex – irão mostrar os seus designs e competir por prémios no valor de 20.000 euros (10.000 euros para o vencedor absoluto e 2.000 euros para o vencedor por nacionalidade).
Para isso, terão de impressionar um júri internacional presidido nada mais, nada menos, pelo criador português Felipe Oliveira Baptista. O actual director criativo da Lacoste ficará, assim, do outro lado “da barricada”, uma vez que ele próprio concorreu e venceu diversos concursos de moda – como o Festival de Hyères em 2002 e o ANDAM/LVMH em 2005, que o lançaram definitivamente na alta-roda da moda.
Os concorrentes irão mostrar as suas criações em desfile, integrado no line-up do Portugal Fashion, na Alfândega do Porto. Antes, porém, terão três dias para conhecerem o melhor da indústria têxtil e de vestuário portuguesa, com a visita a empresas nacionais, como a Salsa, Riopele e Adalberto Estampados.
O concurso Porto Fashion Show, organizado pelo CENIT – Centro de Inteligência Têxtil e apoiado pelo Compete, tem como objectivo, segundo um comunicado, «dar a conhecer os novos talentos da moda europeia, ao mesmo tempo que projecta, além-fronteiras, o Porto e Portugal como centros promotores do design e da moda», numa recuperação daquilo que foi o concurso integrado no Porto Fashion Awards.
O Porto Fashion Awards teve duas edições, uma em 2000 e outra em 2002, e trouxe ao Porto alguns dos principais players do sector. Em 2000, o Concurso Internacional de Jovens Estilistas do Porto Fashion Awards foi ganho pela dupla francesa de origem sul-coreana Heirie e Tchely Shin. Joana Sousa, aluna do Citex, foi a vencedora portuguesa, numa edição onde o estilista Niki Bosch presidiu ao júri.
Em 2002, o grande prémio foi atribuído a Portugal, a Ana Luísa Correia, conhecida como Analu Correia. O júri, presidido pelo pintor Manuel Cargaleiro e com a estilista espanhola Agatha Ruiz de la Prada, Monica Unkelbach, do canal de televisão alemão ZDF/3Sat, Lydia Kamitsis, conservadora do Museu do Louvre, Titti Matteoni, directora da Fashion Magazine de Itália, o escultor português José Rodrigues e Jen Ford, editora de moda da revista britânica Wallpaper, atribuiu à criadora portuguesa o prémio máximo, que haveria de marcar o seu futuro na moda. No seu blogue, a criadora revela que foi com o dinheiro do prémio que «equipou o atelier e fez muuuuuita roupa! Seguiram-se entrevistas, programas de TV, desfiles (entre os quais o Portugal Fashion), produções de moda e o estágio com a estilista Ana Salazar».
Agora é a vez de abrir as portas a outros novos criadores. No dia 23 de Outubro, um novo vencedor será anunciado e, quem sabe, uma nova estrela do mundo da moda será descoberta no Porto Fashion Show.
 
Fonte: Portugal Textil

NEPAL QUER UM LUGAR NA MODA


Enquanto os olhos do mundo da moda estavam voltados para a Semana da Moda de Londres, onde eram apresentadas as colecções para a estação Primavera/Verão, outro evento de moda estava a acontecer do outro lado do mundo, na cidade de Kathmandu, localizada nos Himalaias.
 
dummy
Nepal quer um lugar na moda
Na Nepal Fashion Week os modelos percorreram a passerelle com uma mistura de roupas ocidentais e étnicas, contrastando o clássico com o “kitsch” numa cornucópia de vestidos de cocktail,  vestidos de seda, túnicas, blusas “kurti”, “shalwars”, lantejoulas e folhos.
Dezenas de jovens designers apresentaram as suas colecções num evento em que a indústria da moda nepalesa procurou conquistar um espaço global e atrair a atenção de compradores internacionais.
O desfile misturou conceitos de alta-costura com pronto-a-vestir, juntando designers nepaleses estabelecidos com futuras estrelas, na esperança de os apresentar ao mundo. «Existe um grande potencial no Nepal», afirma a designer norte-americana Bethany Meuleners, consultora de moda para o evento.
Os organizadores da Nepal Fashion Week, lançada em 2004, esperam que esta mostre que existe mais do que política no país, e foram evidentes os esforços para vender a indústria da moda local ao Ocidente. Durante o evento, o apresentador do certame falou apenas em Inglês e as músicas mais ouvidas eram de origem ocidental.
Os últimos dois anos têm sido muito atarefados para o sector de vestuário do Nepal, com uma proliferação de lojas de moda e o lançamento de duas lojas de vestuário online, a Fashion Mirror e a Harilo.
O principal ponto de diferenciação da moda nepalesa são os tecidos naturais, como cânhamo e bambu, bem como o algodão tecido à mão com uma textura rica, que não são frequentemente vistos nas passerelles de Paris ou Milão. Mas existe uma carência de designers de moda de relevo a promoverem a indústria no Ocidente.
O designer Prabal Gurung, sedeado em Nova Iorque, cortejado pelas principais revistas de moda do mundo e cujas criações são usadas por Michelle Obama, Demi Moore e Rachel Weisz, pode pretender ser o primeiro e – ainda – único nome nepalês a conquistar o circuito de moda mundial.
O Nepal sofre falhas de electricidade que podem significar cortes de energia até 14 horas por dia no Inverno. Os especialistas acreditam que a infra-estrutura precária e a instável situação política são os principais obstáculos às tentativas da indústria da moda para invadir os mercados ocidentais.
Após anos de instabilidade prejudicial, a recuperação parece estar a aparecer, com as exportações de vestuário a atingirem os 46 milhões de dólares com destino à Europa durante os primeiros 11 meses do último ano fiscal, segundo os dados oficiais, o que significa um aumento de 11,5% em relação ao ano anterior.
O mercado do Nepal também está em expansão. Há uma década atrás, 90% das exportações foram para os Estados Unidos, enquanto agora os exportadores estão a vender a sua produção para a Europa e 25% para a Índia. Mas no que se refere à questão de Kathmandu conseguir invadir o reduto das quatro principais cidades da moda – Londres, Paris, Milão e Nova Iorque – quando outros destinos como São Paulo e Hong Kong falharam, é algo completamente diferente.
 
Fonte: AFP

16 de out de 2011

VAMOS COLORIR A VIDA? AS CORES E SEUS SIGNIFICADOS




Desde pequenos nos sentimos atraídos pelas cores. O vermelho que nos chama a atenção. O rosa  nos atrai  O amarelo nos faz sorrir.
Mas qual é o significado das cores? O que elas transmitem?
Devido a nossa feminilidade, nós mulheres nos sentimos atraídas por cores,  Prova disto é entrar numa casa de um homem solteiro e de uma mulher solteira. As diferenças são incríveis , por isso eles procuram a nós para darmos um colorido na vida deles. rsss




Até hoje , na moda, me sinto fascinada pela diversidade de cores dos botões.  Os diversos e multi-coloridos cones de linha e fios  nas prateleiras das confecções me atrai e me deixa encantada . Uma cor mais linda que a outra, a riqueza de tons  e aviamentos na moda feminina  é genial. Realmente levanta a alta estima, e colore a nossa vida.



Nós mulheres não temos medo de ousar e nos sentimos seguras para estar na  moda e acompanhar as  tendências color blocking, florais, africanas com seus amarelos e alaranjados e marrom, as indianas com rosas púrpuras e azul turquesa.


A cor está relacionada com nossas emoções e para entender esta relação  é preciso lembrar a relação entre a luz e a cor simbolizada pelo arco-irís.
A luz afeta os neurotransmissores do cérebro , os quais são os responsáveis pelas mensagens passadas dos nervos para os outros nervos e músculos de maneira que a primeira sensação de cor é puramente vegetativa e emocional provocando ódio, amor ou outros sentimentos. As análises das reações humanas diante de uma cor  deve levar em conta as influências sociais pois enquanto o costume  no Ocidente  é de usar roupa preta simbolizando o luto, em outros  continentes o branco manifesta o pesar pelo falecimento de alguém.
As cores podem ter influência psicológica sobre o ser humano, algumas estimulam, outras tranquilizam, pois são captadas pela visão  e transmitidas para o cérebro e consequentemente refletem impulsos e reações para o corpo.

PRETO


O preto permite a auto-análise, a introspecção, pode significar dignidade, está associado ao mistério.






Vestido preto

Coco dizia que, ao contrário das roupas que ela costumava ver durante sua juventude, ela queria dar às mulheres "a possibilidade de rir e comer, sem necessariamente desmaiar".

O vestido de festa ao lado foi criado em 1937.










Nos anos 1920, Coco Chanel produziu sua marca registrada, o pretinho básico, que passou a ser uma referência de moda para mulheres no mundo todo.





AZUL

A cor azul  produz segurança, compreensão. Propicia saúde  emocional e simboliza lealdade, confiança e tranquilidade

Seda azul
Coco Chanel ficou famosa por revolucionar a moda, liberando as mulheres do uso de corpetes e introduzindo uma moda feminina elegante, mas casual, como este vestido de festa em seda azul, feito entre 1927 e 1928.





ROSA

O Rosa  significa romance, sensualidade e beleza.


Apesar de ser muito conhecida pela simplicidade de seus tailleurs, Chanel também criou vestidos de festa rendados, como este ao lado, de 1937.

BRANCO

O branco remete a paz, sinceridade, pureza, verdade, inocência, calma.

Vestido Branco Versace

VERDE

O verde simboliza esperança, perseverança, calma, vigor e juventude.

Vestido Verde Versace


VERMELHO

O vermelho ativa e estimula, significa elegância, paixão, conquista, requinte e liderança.

Vestido vermelho Valentino




AMARELO

A cor amarela desperta, traz leveza, descontração, otimismo. Simboliza criatividade, juventude e alegria.

Gisele Bundchen - Vestido Amarelo - Valentino


LARANJA

O laranja além de significar movimento, espontaneidade, tolerância, gentileza , é uma cor estimulante.

Vestido Laranja - Dior


CINZA

O cinza promove o equilíbrio e estabilidade

Vestido Cinza Versace


VIOLETA

A cor violeta significa sinceridade, dignidade, prosperidade e respeito.

Vestido violeta Dior



MARROM

O marrom é associado a estabilidade, constância, significa responsabilidade e maturidade.





São tantas cores.... tantos vestidos... rsss As escolhas são muitas. Depois de descobrir qual é o significado da sua cor predileta responda pra si mesma. Qual é a sua cor? Eu ficaria com todas!


Bejos 

Kris Melo

Über Fashion Marketing: Conheça as 15 melhores revistas de moda da atualidade

Über Fashion Marketing: Conheça as 15 melhores revistas de moda da atualidade:

'via Blog this'

PALESTRAS GRATUITAS COM JUM NAKAO E WALTER RODRIGUES « FORUM PARA A MODA

PALESTRAS GRATUITAS COM JUM NAKAO E WALTER RODRIGUES « FORUM PARA A MODA:

'via Blog this'


Os estilista Walter Rodrigues e Jum Nakao darão palestras gratuitas. Walter Rodrigues apresentará as principais tendências e inspirações do próximo verão 2012/2013  na faculdade Santa Marcelina.
Já a Casa Eletrolux e o Instituto Rio Moda realizarão um debate no dia 20 de outubro sobre “Moda Vs Design” com o designer Guto Indio da Costa e a estilista Lenny Niemeyer, o debate será mediado pela jornalista Alexandra Farah.
Agora, para quem curte moda e arquitetura, o estilista Jum Nakao  apresentará a palestra “Moda & Arquitetura – Um plano de viagem ao processo criativo”, acontecerá no dia 25 de outubro, no ciclo de palestras Docol.
Serviço:
Palestra sobre as inspirações do Verão 2013, com Walter Rodrigues
Local: Faculdade Santa Marcelina; rua Doutor Emilio Ribas, 89, Perdizes, São Paulo (SP)
Data: 18 de outubro de 2011
Horário: 19h
Informações: www.assintecal.org.br/forum
Palestra “Moda & Arquitetura – Um plano de viagem ao processo criativo”, com Jun Nakao
Local: Traffô; rua Gomes de Carvalho, 560, Vila Olímpia, São Paulo (SP)
Data: 25 de outubro de 2011
Horário: 19h30
Inscrições e informações:             0800 7712348
Por JJunior

Videos de Moda - ADORO!


Raquel Zimmermann for Brazilian ELLE




Mise en Dior

Vamos jogar?


Triton - Verão 2012 - Eu adoro!! Porque será??? rsss

Lanvin Fall 2011 Campaign Movie

15 de out de 2011

100 anos de Moda em 100 Segundos



Este vídeo é muito interessante. Não poderia deixar de ter ele postado no meu blog.
Moda é História. Faz parte de mim,  fez parte do passado e fará parte do futuro.



A moda dos 20 aos 2000 em 140 segundos





13 de out de 2011

PROMOÇÃO " MODA BRASIL & MUNDO E PLAYBOY EU SIGO, EU CURTO!"


Um presente para os seguidores do Blog para quem  curte nossa página de Moda, quem está sempre acompanhando as postagens , estaremos realizando um grande sorteio. Serão 1 (um) sorteio por mês até dia 28 de fevereiro de 2012.
O primeiro sorteio será de uma camiseta da TNG e um chinelo Playboy . Huhuhuhuhuhuuhuhu!







Como participar:



      "Curtir" a página no Facebook  Moda Brasil & Mundo https://www.facebook.com/modabrasilemundo
      "Curtir" a página no Facebook  Playboy Fashion Brasil  https://www.facebook.com/PB.Brasil



  • Promoção Válida somente em território Nacional. ( Brasil).
  • Poderão participar todos os brasileiros ( residentes no Brasil) .
  • Apenas um cadastro por pessoa.
Beijos e Boa Sorte!

Kris Melo

“É difícil dar conselhos, pois as pessoas são diferentes, seria preciso dar um conselho a cada pessoa. Seja honesto, não dissimule a sua origem. Na moda, eu sempre tentei acentuar a minha diferença. Para que as suas fraquezas ganhem força, assuma-as”. Jean-Paul Gaultier

10 de out de 2011

PROMOÇÃO " EU SIGO , EU CURTO!"

Um presente para os seguidores do Blog para quem  curte nossa página de Moda, quem está sempre acompanhando as postagens , estaremos realizando um grande sorteio. Serão 1 (um) sorteio por mês até dia 28 de fevereiro de 2012.
O primeiro sorteio será de uma camiseta da TNG e um chinelo Playboy . Huhuhuhuhuhuuhuhu!





Foto Camiseta TNG Tam M



Como participar:


      "Curtir" a página no Facebook  Moda Brasil & Mundo https://www.facebook.com/modabrasilemundo
      "Curtir" a página no Facebook  Playboy Fashion Brasil  https://www.facebook.com/PB.Brasil


  • Promoção Válida somente em território Nacional. ( Brasil).
  • Poderão participar todos os brasileiros ( residentes no Brasil) .
  • Apenas um cadastro por pessoa.
Beijos e Boa Sorte!

Kris Melo

Hermès distancia-se da LVMH


A Hermès conquistou uma grande vitória na sua batalha para derrotar uma possível aquisição pela rival LVMH, depois de um tribunal aceitar os planos do grupo de luxo francês para criar uma holding que irá salvaguardar os descendentes da família fundadora durante 20 anos.
 
dummy
Hermès distancia-se da LVMH
 Depois da Hermès criar a empresa holding, que irá controlar mais de 50,2% do seu património, a LVMH - que no ano passado adquiriu sorrateiramente 17% da Hermès – terá de enfrentar sérios obstáculos para ganhar o controlo desta marca de bolsas de couro cujo preço ascende, em média, a 7.500 euros. «A criação desta empresa (a holding da família) (…) vai reforçar de forma duradoura a independência do grupo Hermès», referiram em comunicado os accionistas da família Hermès.
Oficialmente, a LVMH divulgou que não planeava apresentar uma oferta pela Hermès, mas tem vindo a elevar a sua participação, tendo aumentado dos 17% que possuía em Outubro de 2010 para os actuais 22% e não faz segredo da intenção de querer comprar mais acções.
A Hermès, que vê a entrada da LVMH no seu capital social como hostil, planeia criar a holding antes do final do ano. A nova entidade vai reunir mais de 100 accionistas da família Hermès e associados. Além das acções, que totalizam 50,2% do capital, a holding terá direito de preferência sobre acções representativas de 12,6% do capital. Apenas um terço dos membros da holding poderá vender as suas acções a partir de 2031.
Investidores familiares com cerca de 10% da empresa, incluindo Nicolas Puech, o maior accionista da Hermès com 6%, e o irmão Bertrand Puech, não estão inseridos na holding familiar.
 
Fonte: Reuters

México quer calçar mais pés


Os produtores mexicanos de calçado estão a lutar para cortar custos, à medida que a produção chinesa se torna mais problemática e cara, ajudando assim o país a ganhar uma vantagem competitiva, acrescida da proximidade aos EUA e força de trabalho qualificada.
 


dummy

México quer calçar mais pés
A Sapica (Salón Internacional de la Piel y el Calzado), principal feira de calçado do México, terminou a edição de Setembro com mais marcas de calçado globais a prometerem mudar o seu aprovisionamento para Leon, o principal centro de produção do sector no país. De acordo com a organização, a Sapica vendeu um total de 18 milhões de sapatos durante os quatro dias do evento, que apresentou as últimas colecções dos principais designers mexicanos de calçado e vestuário.
Uma das empresas interessadas em estabelecer o aprovisionamento no México é a Carlos Molina, uma marca em rápido crescimento, com sede em Nova Iorque, que recentemente realizou a fusão com o Joan Hansen Group para se relançar como etiqueta de luxo. O designer e proprietário Carlos Molina revelou que a sua empresa epónima poderia deslocar gradualmente uma produção anual até 30.000 pares da China para Leon (localizado no estado de Guanajuato) nos próximos anos.
A Carlos Molina vende actualmente em lojas dos EUA, América Latina e Europa e espera atingir vendas de 10 milhões de dólares este ano. Também possui as suas lojas próprias em Guayaquil, Equador, Santo Domingo, República Dominicana e Bogotá. Aberturas futuras levarão a marca para o Panamá, México, Ásia (China) e Dubai, acrescentou Molina.
Esta é apenas uma das várias marcas que procuram mudar o aprovisionamento para Guanajuato, que observadores dizem ter melhorado a sua capacidade de design e acelerado os seus prazos de entrega. Zara, Nike, Steve Madden e várias outras marcas já estão supostamente a pensar em mudar ou reforçar algumas das suas subcontratações no país.
Guanajuato é bem conhecida por fabricar calçado de couro de alta qualidade, mas as entidades ligadas ao sector, como a Camara de la Industria del Calzado del Estado de Guanajuatao (Ciceg), têm vindo a investir no apoio à formação dos produtores no fabrico de calçado para marcas de moda mais exigentes. No entanto, têm surgido rumores de que alguns produtores em Leon estão a fabricar calçado de contrafacção, forçando algumas marcas a reconsiderar a produção na região.
Carlos Molina afirma que não está preocupado com a prática, na medida em que considera a Ciceg muito séria ao nível do policiamento de tais actividades, que são comuns no sector de vestuário.
 
Fonte: just-style.com