14 de set de 2012

BENETTON ABRE POP-UP STORE EM NOVA IORQUE



Uma antiga garagem no coração de Nova Iorque, no Soho, foi o local escolhido pela United Colors of Benetton para apresentar um novo conceito de loja que funde arte e comércio através da visão criativa das suas malhas coloridas. A marca italiana transformou o espaço com uma inovadora instalação de arte e design, que inclui algumas peças da sua coleção outono/inverno 2012/13. A pop-up store localiza-se no nº 135 da Crosby Street e está aberta ao público até ao próximo mês de dezembro.

Este espaço resulta da colaboração entre You Nguyen, diretor criativo da Benetton, e Sam Baron, diretor de design da Fabrica, o centro de investigação do grupo Benetton, onde artistas de todo o mundo desenvolvem projetos artísticos e de media inovadores.

A instalação é composta por peças de arte tricotadas por artistas residentes da Fabrica, que se misturam com objetos de design e coloridas malhas da Benetton.
Em destaque estão também as esculturas de Sutra Lana, criadas pelo artista da Fabrica de origem cubana Erik Ravelo: figuras em tamanho real de "casais" em poses do Kama Sutra surgem embrulhados em coloridas fios de lã.

Um inovador showcase do legado de knitwear e cor da Benetton, a pop-up store do Soho celebra o compromisso de longa data da marca italiana com a arte e a criatividade.






13 de set de 2012

Desfile Mcqueen na Uniban - Kris Melo


Inspirado no estilista Alexander Mcqueen, trabalho feito por alunos do 3ºsemestre de moda no campus Vila Mariana Uniban 2010 SP
Perfil de Kris Melo em Textile Industry



Um dos trabalhos do curso que prepara para  todo o universo de desfile , de produção, de sonorização de Moda. É um trabalho gratificante , porém bem trabalhoso porque temos que trabalhar em equipe e o resultado final tem que acontecer e ser sempre o melhor. O glamour  é a imagem, mas por trás do glamour existe um trabalho exaustivo de equipes cada qual com sua parte a fim de que o evento seja um sucesso!

Kris Melo

12 de set de 2012

GRUPO MODA!

STEFANO PILATI, NOVO DIRETOR ARTÍSTICO DA ERMENEGILDO ZEGNA




Depois de oito anos como diretor artístico da Yves Saint Laurent, cargo que abandonou em fevereiro passado, Stefano Pilati continua agora o seu percurso criativo na Ermenegildo Zegna. O designer foi nomeado diretor artístico da casa de moda italiana, onde irá supervisionar as coleções e os desfiles de pronto-a-vestir masculino, bem como a linha de pronto-a-vestir feminino, Agnona.

Seduzido pela experiência e gosto pela inovação de Stefano Pilati, o grupo Ermenegildo Zegna pretende com esta nomeação dar um toque de frescura e modernidade às suas coleções. Stefano Pilati assume oficialmente funções em janeiro de 2013, mas só em junho poderemos apreciar as suas primeiras criações para a casa italiana.

ANNA DELLO RUSSO PARA H&M




Excesso, extravagância e muito dourado. A coleção de acessórios de Anna Dello Russo para aH&M mantém-se fiel ao espírito excêntrico da sua criadora e traduz o seu gosto pela fantasia e ornamentação.

Pulseiras, brincos e colares com um look Mediterrâneo clássico e excessivo, sandálias, botins e botas de estética "dominatrix", óculos de sol teatrais, carteiras e trolleys cobertos com filigranas douradas são a grande atração desta coleção que estará à venda no próximo dia 4 de outubro em 140 lojas selecionadas da H&M de todo o mundo. Os preços variam entre 19,50 euros por um par de brincos e 299 euros por umas botas pretas em pele.

Segundo Anna Dello Russo, esta colaboração é uma homenagem à moda e um recurso para reinventar a vida diária e o guarda-roupa: “Os acessórios são fundamentais, não só permitem jogar com a moda, como são imprescindíveis para dar um toque pessoal a todos os looks. São essenciais para revitalizar qualquer guarda-roupa: usar um colar, uma pulseira e brincos, escolher uma mala de mão e completar o look com um chapéu e temos um estilo novo. Os acessórios são tão importantes na moda como as vitaminas para a saúde: devem ser usados com total liberdade".

Anna Dello Russo é uma das forças impulsionadoras da moda contemporânea. Com uma intuição incomparável para o styling, influenciou a forma como atualmente olhamos para a moda através do seu trabalho inovador para a Vogue Itália, onde foi editora de moda durante mais de doze anos, tendo trabalhado com fotógrafos como Helmut Newton, Michel Comte e Walter Chin. Posteriormente, assumiu o cargo de editora executiva da L’Uomo Vogue e atualmente é diretora de moda da Large e consultora criativa da Vogue Japão. Anna Dello Russo tornou-se famosa pelas suas extravagantes atualizações de estilo e infindas mudanças de look durante as semanas de moda.


FOTOGRAFIAS: © CORTESIA H&M





Londres ultrapassou Nova Iorque como a principal cidade da moda do mundo pelo segundo ano consecutivo. Paris ficou no quarto lugar mas foi número um em termos de alta-costura, enquanto que Espanha provou as capacidades da sua moda com duas cidades no top 5. 


dummy
Londres é a capital da moda

 Com designers, compradores, manequins, stylists e fashionistas a convergirem na Big Apple para evento bianual que atrai 116 mil pessoas, Nova Iorque ficou em segundo lugar na lista anual que segue o interesse na Internet e nos media, seguida de Barcelona, Paris e Madrid.
Paul Payack, presidente do Global Language Monitor GLM.L, que compila os resultados anuais, afirma que Kate Middleton e os Jogos Olímpicos este verão ajudaram Londres a manter o título pelo segundo ano consecutivo.
«Kate Middleton mostrou ter um impacto incrível na marca da moda britânica», indicou Payack, acrescentando que um estudo recente mostrou que a sua influência contribuiu para milhões de libras em vendas este ano. «A segunda coisa foi os Jogos Olímpicos terem decorrido no Reino Unido», acrescentou.
Middleton não deu um único passo falso na moda desde o seu noivado e casamento com o Príncipe William e uma aprovação à moda britânica foi mesmo incluída na cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos. Ambos cimentaram a posição de Londres este ano na cena mundial da moda.
A capital britânica tem “guerreado” com Nova Iorque desde que a empresa de Austin que segue e analisa os media começou a compilar o ranking há nove anos.
Paris ficou no quarto lugar mas foi número um em termos de alta-costura, enquanto Espanha provou as capacidades da sua moda com duas cidades nos primeiros cinco.
«Para alta moda, Paris é o número um mas não é a máquina nos meios de comunicação que outras cidades são. Barcelona fez uma tentativa muito forte de subir e esses esforços estão a compensar», explicou Payack.
São Paulo, no Brasil, foi a rainha da moda latina e ficou em sétimo lugar no geral, enquanto Hong Kong, que caiu seis posições desde o ano passado, para 12.º este ano, foi a capital da moda da Ásia.
Joanesburgo, na 18.ª posição, foi a única cidade africana a entrar no top 20 e o Dubai, em 28.º, foi a cidade de moda mais forte no Médio Oriente.
Vancouver, uma nova entrada na lista e a principal cidade de moda canadiana, estreou-se no número 31, juntamente com Seul, que ficou no 34.º lugar, e São Petersburgo, na 51.ª posição.
Milão, uma eterna favorita, caiu do quarto lugar do ano passado para oitavo lugar este ano, o que Payack considera não ser mau tendo em conta a acérrima concorrência. Há apenas alguns anos atrás estava no primeiro lugar.
A Global Monitoring Company analisou a Internet, a blogosfera e os principais 175 mil meios de comunicação mundiais impressos e eletrónicos e outras fontes para compilar o ranking. «Procurámos tudo o que conseguimos na Internet. Tentámos ser tão inclusivos quanto possível», explicou Payack.
A Semana de Moda de Nova Iorque, que termina amanhã, marca o arranque da nova estação de moda e é seguida pelos desfiles de Londres, Paris e Milão. 

fonte: Reuters

6 de set de 2012

CONCEPT STORE LOUIS VUITTON & KUSAMA


A parceria entre a consagrada artista japonesa Yayoi Kusama e a Louis Vuitton está cada vez mais forte. Na sequência do seu patrocínio à primeira retrospetiva de Kusama na galeria londrina Tate Modern, a casa de moda francesa criou uma coleção de roupa, malas e sapatos, que reflete a obsessão da artista por padrões de bolas e está atualmente disponível na concept store Louis Vuitton & Kusama, nos armazéns Selfridges, em Londres.

Todas as peças da coleção são estampadas com uma infinidade de bolinhas vermelhas, amarelas e pretas e a própria loja está imersa em bolas de vários tamanhos: paredes, chão, mesas de exposição, vitrinas.

Vinte e quatro vitrinas Selfridges são dedicadas à coleção Vuitton & Kusama e o chão dos armazéns está pintado com bolas vermelhas que conduzem os visitantes à concept store Louis Vuitton & Kusama. A loja permanecerá aberta até ao dia 1 de outubro.




MUSEU SALVATORE FERRAGAMO PRESTA TRIBUTO A MARILYN MONROE

museu Salvatore Ferragamo, em Florença, celebra o 50º aniversário da morte de Marilyn Monroe, com a apresentação de uma grande exposição e o lançamento de um livro de fotografias icónicas e inéditas da atriz. 

A exposição e o livro são o resultado de uma longa pesquisa e trabalho preparatório, apresentando peças do guarda-roupa de Marilyn usadas durante as filmagens ou na sua vida privada, bem como documentos importantes que revelam a habilidade e determinação da atriz em construir e elevar o seu sucesso. 


O livro, intitulado simplesmente “Marilyn”, é editado pela diretora do museu, Stefania Ricci, e pelo crítico de arte, Sérgio Risaliti. Os curadores da exposição procuraram interpretar uma ampla coleção de fotografias famosas sobre a vida de Marilyn no dia a dia (da autoria de fotógrafos notáveis como Beaton, Stern, Barris, Greene) que retratam a atriz em poses "clássicas", comparando-as com obras de arte famosas do passado que representam poses e expressões semelhantes, como a "Venus" de Botticelli. Com lançamento previsto para o próximo dia 25 de setembro, o livro inclui também ensaios sobre temas como a beleza clássica e moderna, a biografia de Marilyn, bem como uma introdução por Stefania Ricci e Sergio Risaliti.

A exposição é dedicada ao guarda-roupa da atriz, reunindo mais de 50 coordenados e vários pares de sapatos de Salvatore Ferragamo. Marilyn Monroe era uma cliente fiel de Salvatore Ferragamo e ajudou a celebrizar alguns dos modelos de sapatos mais icónicos da casa de moda italiana.




2 de set de 2012

A MODA E OS PÁSSAROS

Os pássaros e aves há tempos se tornaram referência de moda de estampas e formas.  Trazendo para as passarelas um mundo colorido de aves . Um verdadeiro deslumbre para a moda brasileira.


Lenny- 

Alexander Mcqueen - Inverno 2010

Desfile de Pedro Lourenço Verão 2009

É tudo tão lindo. Tão inspirador... Estampados nas roupas e formas como inspiração na qual a natureza necessita de respeito aos pequenos seres que habitam nos nossos ares, com seu canto e seu voo.
E sim... podemos fazer da natureza uma arte. E na moda tudo é possível. A fauna brasileira é rica e extremamente maravilhosa.


Carolina Herrera




Como não criar com imagens tão inspiradoras? Estilistas ou Designers que dizem não ter mais idéias  e que não sabem mais criar, realmente ficaram cegos para o mundo e precisam de reciclagem. Porque no mundo se cria e renasce todos os dias. Porque sempre há coisas que morrem e nascem na moda , na arte e  não há limites para a imaginação onde a  inspiração pode surgir  de qualquer situação.





Liberdade para criar!
Um grande SIM  À CRIAÇÃO!
Um grande NÃO  À CÓPIA!

Esta história  de nada se cria e tudo se copia é desculpa para os sem imaginação que não conseguem ter luz própria e se alimentam da luz dos outros. Quem cria tem sempre espaço no mundo, porque o ser humano necessita de novos acontecimentos, de criações que os façam  viver o verdadeiro sentido de MODA.

Bjs

Kris Melo