22 de nov de 2013

10 ANOS DE Y-3

A casa de moda japonesa, Yohji Yamamoto, retraça a história da Y-3, a linha de sportswear criada em colaboração com a Adidas, num livro de edição limitada, intitulado "10 Years of Y-3", que combina as principais campanhas publicitárias da marca com fotografias dos seus produtos mais icónicos.

Em 2003, Yohji Yamamoto foi pioneiro ao se associar à marca desportiva Adidas, para criar Y-3, um projeto inovador que tinha como objetivo tornar o sportswear elegante. Para comemorar o 10º aniversário desta linha, a marca japonesa reúne imagens de arquivo, desenhos, protótipos, fotografias de bastidores e desfiles, num livro inédito que capta a essência do estilo Y-3. Com direção artística de PL Studios e uma edição limitada de 2000 exemplares, "10 Years of Y-3" será oferecido como agradecimento aos embaixadores e colaboradores da marca, não estando disponível para venda. Os fãs da marca que não tiverem a sorte de ser presenteados com um dos 2000 exemplares, poderão folhear o livro nas lojas Y-3 e no website da marca:www.y-3.com


15 de nov de 2013

DIESEL TRIBUTE

Nicola Formichetti foi nomeado diretor artístico da marca Diesel em abril passado e revelou recentemente a sua primeira coleção cápsula para a marca italiana, intitulada #DieselTribute. Tendo como ponto de partida o arquivo histórico de 35 anos da marca, o designer presta homenagem ao ADN da Diesel e redefine a sua linguagem visual com peças personalizadas, detalhadas e originais. “Visitar as fábricas da Diesel em Itália foi incrível. A decisão de usar estes materiais encontrados no arquivo de uma forma nova foi imediata. Esta nova edição limitada e exploração artesanal do denim e couro são dois importantes passos no futuro design da Diesel”, comenta Nicola.

A coleção cápsula é dividida em duas linhas diferentes - denim e couro. A primeira foi lançada no passado dia 4 de novembro e a segunda será apresentada em fevereiro de 2014. A coleção completa apresenta uma mistura de produtos femininos e masculinos, 45 peças no total que incluem vestuário, denim, acessórios e roupa interior. A coleção denim, composta por 11 peças de vestuário, 7 de acessórios e 4 opções de roupa interior, restaura o prestígio do denim e apresenta detalhes como rebites aplicados à mão e emblemas de inspiração rock cortados e colocados manualmente, que tornam esta linha especial e irresistível para os admiradores da marca.

Para comunicar o lançamento e o conceito da sua primeira coleção para a Diesel, Nicola Formichetti contou com a colaboração do célebre fotógrafo britânico Nick Knight e da equipa de criativos digitais do SHOWStudio. Fotografada inteiramente com iPhone, a campanha #DieselTribute explora as falhas e filtros das melhores apps de foto e vídeo, tais como Glitchè, Megaphoto, Instagram, PickPlayPost, e traduz as linguagens das redes sociais num novo conceito visual nunca usado anteriormente. Além da divulgação em plataformas sociais específicas como o Tumblr, Facebook e Instagram, o conteúdo digital capturado nesta campanha vai também despoletar instalações digitais em lojas Diesel selecionadas.

"Quero tornar a Diesel a marca mais cool do planeta. Estamos a planear muitas coisas 'loucas' para o futuro", afirma Nicola Formichetti.



O QUE TE FAZ AMAR A MODA?


Os estilistas, os designers e os profissionais envolvidos na criação das roupas, como, costureiras, modelistas, cortadores, entre tantos outros, enxergam a moda de uma forma diferente. Não só pelo consumo. Nós olhamos os detalhes, muitas vezes pequenos que nos encantam. Um botão colorido, uma tesoura, a velha máquina da vovó, aquele manequim antigo....
Um lápis colorido, um rabisco, um desenho... 
São tantos detalhes que nos fazem sonhar.... Que nos fazem acreditar e amar a profissão que escolhemos.
Não somente pelo glamour, muitas vezes por trás do espetáculo, o glamour nem passa perto, mas por pequenos detalhes que fazem parte da nossa vida, e nos estimulam a criar, a inventar para finalmente vender sonhos , muitos sonhos que se tornem Moda. 













Mais detalhes de Moda? 
Visite e curta a página Moda Brasil e Mundo no Facebook 


Beijos

Kris Melo

“DIOR GLAMOUR”

A Rizzoli New York convida-nos a entrar num dos períodos mais revolucionários da história da Alta Costura, com “Dior Glamour”. O novo livro foca o período de 1952 a 1962, descrito como a "Divina Decada" de Christian Dior, quando o fotógrafo Mark Shaw trabalhou em estreita colaboração com a casa de moda, documentando tudo o que via, desde desfiles e fittings privados a sessões fotográficas com socialites e atrizes vestidas com algumas das mais admiráveis criações da marca.

As fotografias de Mark Shaw foram inicialmente publicadas na revista Life, mas o livro “Dior Glamour” apresenta um olhar muito mais extenso do trabalho do fotógrafo. As páginas são preenchidas com cerca de 130 fotografias, que abrangem desde ensaios de desfiles a fotos de arquivo que mostram as criações de Alta Costura de Dior a serem usadas nas ruas de Paris.

“Dior Glamour” é um livro imprescindível para os admiradores do mais influente criador de moda da década de 1950.

FOTOS: C Mark Shaw / Dior Glamour / Rizzoli New York


12 de nov de 2013

DAVID BOWIE PROTAGONIZA COM ARIZONA MUSE A NOVA CURTA METRAGEM DA LOUIS VUITTON


DAVID BOWIE PROTAGONIZA COM ARIZONA MUSE A NOVA CURTA METRAGEM DA LOUIS VUITTON




Drama e fantasia conciliam-se em “L’Invitation au Voyage”, o segundo capítulo de uma intrigante e comovente história da Louis Vuitton.

Desta vez, a aventura decorre em Veneza e volta a ter como protagonista Arizona Muse, que chega à cidade italiana num balão às riscas vermelhas e brancas, em noite cerrada. Surpreendida pela música que vem de um magnífico palácio, Arizona afirma o seu espírito de aventura, transpondo as arcadas da Praça de San Marco e abrindo as portas do majestoso edifício.

David Bowie está sentado ao cravo. Os seus olhares cruzam-se. Encantado com a sua beleza e elegância, o músico toca uma versão especial de “I’d rather be high”, a última música do seu álbum “The Next Day”. Subitamente, Arizona vê-se rodeada por um elenco de personagens extravagantes, que parecem surgidas de um sonho e formam um cenário que evoca a intemporal cinematografia veneziana.

Emocionada, Arizona Muse fecha os olhos. Quando os reabre, já não há música. É de dia. Todos os personagens desapareceram, assim como David Bowie. Arizona tira uma partitura musical da sua carteira Vivienne, a única prova da experiência que os dois partilharam.

A sua ousadia permitiu-lhe experienciar uma aventura extraordinária, um verdadeiro sonho. Feliz com o sucedido, Arizona parte em direção ao seu destino, num antigo barco chinês que a espera na lagoa.


11 de nov de 2013

RIZZOLI NY LANÇA NOVO LIVRO “LOUIS VUITTON CITY BAGS: A NATURAL HISTORY”

3




Rizzoli NY acaba de lançar um livro surpreendente: uma história natural das Louis Vuitton City Bags.

As City Bags representam a linha mais bem-sucedida de acessórios na história da moda moderna, tendo sido fundamentais para tornar a marca Louis Vuitton um sinónimo de luxo. Estas malas de material flexível desenvolveram-se a partir das diversas peças de bagagem portátil que estavam guardados dentro dos baús que outrora representavam o património da empresa. A história começou com a Steamer, uma mala resort criada em 1901. Em cem anos, as formas das City Bags diversificaram-se para responder às exigências e múltiplas funções imagináveis pela mulher moderna, sendo atualmente conhecidas pelos nomes: Speedy, Papillon, Alma, Lockit, Noé, Bucket, Neverfull, Sac Plat e The Pochette.

Profundamente ilustrado com fotografias novas e de arquivo, gráficos históricos, editoriais e campanhas publicitárias, o novo livro “Louis Vuitton City Bags: A Natural History” traça a história destas malas através de um sistema que replica a classificação científica de plantas e animais. As origens e as histórias das City Bags são reconstituídas a partir das suas quatro antecessoras diretas - Steamer, Vanity, Alzer e Keepall - sendo examinados tanto os primeiros exemplares como os modelos mais cobiçados da atualidade, incluindo os resultantes das colaborações artísticas com Takashi Murakami, Stephen Sprouse, Richard Prince, Yayoi Kusama, e Rei Kawakubo e os projetos exclusivos de Zaha Hadid, Shigeru Ban, Vivienne Westwood, Helmut Lang, Andrée Putman, e, claro, Marc Jacobs.

“Louis Vuitton City Bags: A Natural History” é uma publicação ambiciosa sobre a criação e evolução de um fenómeno cultural.


[

PUBLICADA POR ASSOCIAÇÃO MODALISBOA

3 NOVA COLEÇÃO LACOSTE “HOLIDAY COLLECTOR” POR PETER SAVILLE





E se o famoso crocodilo da Lacoste se transformasse num rabisco verde? Convidado a reinterpretar o icónico polo L.12.12Peter Saville vem provar que a identidade da Lacoste é imortal.

No ano em que comemora o seu 80º aniversário e após várias colaborações de sucesso com artistas e designers de diferentes áreas, como Tom Dixon, Michael Young, Li Xiaofeng, Jonathan Adler ou os irmãos Campana, a Lacoste volta a surpreender com mais uma inovadora edição (a oitava) da série “Holiday Collector”.

Com humor, inteligência e criatividade, o designer e diretor de arte britânico, Peter Saville, cumpriu a sua missão e transformou o icónico polo L.12.12 num must-have colecionável. Ao invés de alterar a cor ou a forma, Saville optou por divertir-se com o logótipo Lacoste, desafiando a cultura de marca. Manteve o branco e o verde original, mas levou a forma do crocodilo ao limite, transformando-o num rabisco, uma mancha turva ou uma simples linha direita. “O crocodilo é um sinal de reconhecimento poderoso para a Lacoste e por isso pretendi chegar ao limite extremo, um ponto em que o crocodilo já não fosse reconhecível. Ainda assim uma mancha verde num polo branco continua a ser Lacoste! A experiência é uma abstração bem sucedida”, explica.

A coleção "The Holiday Collector Series N° 8” é constituída por polos brancos em versão masculina e feminina, com 8 variações de crocodilos. Quatro desses modelos estarão disponíveis a partir do próximo dia 11 de novembro, em lojas Lacoste selecionadas.

Existe também uma edição limitada composta por 80 exemplares femininos e 80 masculinos, em que cada polo tem um logótipo único. Cada peça é acompanhada por um certificado de autenticidade assinado e numerado por Peter Saville. Esta coleção não estará disponível para venda em Portugal.



10 de nov de 2013

OS ACESSÓRIOS LOUIS VUITTON POR QUENTIN JONES

A artista e cineasta de moda, Quentin Jones, e a revista online Louis Vuitton News apresentam a coleção de acessórios de senhora da marca francesa para o outono/inverno 2013-14, através de um vídeo original.

Quentin Jones joga com os tons quentes dos novos lenços e cintos e com as formas geométricas dos colares, pulseiras e óculos da Louis Vuitton. A coleção de acessórios da marca francesa para este outono/inverno revisita temas de assinatura e introduz outros novos, oferecendo uma multiplicidade de opções atrativas. Como sempre, a importância da arte Deco, que inspirou a criação de alguns ícones da Louis Vuitton, é percetível nas formas gráficas e nas ousadas misturas de materiais.

Numa mistura de colagem e fotomontagem, todas as peças surgem em divertidos arranjos que revelam as diferentes maneiras como os acessórios podem ser usados e combinados.

Veja o vídeo.

9 de nov de 2013