6 de out de 2011

38º Senac Moda Informação decodifica outono/inverno 2012

As tendências que prometem delinear a moda outono/inverno 2012 foram apresentadas no 38º Senac Moda Informação realizado no final do último mês, no Palácio de Convenções do Anhembi, na capital paulista. Atelier 60´s, Charme Masculino, Alta Burguesia, Fetiche Dark e Artsy constituem o mix de temas da próxima estação de termômetros em baixa.
Segundo Luciana Parisi, consultora de moda, para entender o significado de cada proposta é preciso conhecer as influências implícitas nos tema. "Atelier 60´s traz Balenciaga, o MOD londrino, Bauhaus, YSL, além de geometria e de uma cartela de cores pop; Charme Masculino conta com os anos 1980 e 1990, o visual nerd, grunge, punk, college e uma dose de militar; Alta Burguesia decodifica as divas, o glamour dos anos 1970, o campo inglês e os casamentos reais; Fetiche Dark é o resultado da aliança entre o look gótico, vitoriano, medieval, além da sensualidade e do sobrenatural; Artsy dialoga com surreal, artístico, artesanal e bizarro".

Confira em detalhes o outono/inverno 2012





Atelier 60´s tem linhas geométricas, couro e zíperes deslocados, além da forte presença dos blocos de cores, com sobreposições assimétricas. Nas calças há espaço para cigarrete e skinng. Nos casacos, fivelas surgem como diferenciais nos pulsos. Nas mangas destaque para a ¾ e a 7/8. As saias aparecem em linha A e no modelo ovo, tanto no comprimento do joelho quanto no míni. Já os vestidos apresentam duas fortes modelagens: tubinho e Mod – cintura baixa com cinto largo.

Charme Masculino revela o blazer inspirado no smoking, porém mais curtinho. O forro colorido ganha espaço e contrasta com a cor da peça. Entre as calças impera a diversidade, com cropped, cenoura e semibag. Já em relação às saias, as retas de cintura alta um pouco acima do joelho estão em evidência. A influência militar se faz presentes nos abotoamentos duplos, no dourado, nos bolsos e nos martingales. Falsas peles voltam às vitrines, principalmente as de coelho e camelo.

Alta Burguesia
 privilegia laços e amarrações frontais em camisas e blusas, principalmente no eterno duo preto e branco. Colarinhos pontudos, cashmere e padronagem retrô são característica importantes. Fendas chegam às blusas e modernizam os decotes. O plissado promete conquistar ainda mais espaço na temporada. As mangas estão incrementadas com modelagens morcego ou babados em sobreposição. Nas calças convivem lado a lado pantalona, flair, montaria e a clássica com pernas largas. Bermudas devem retornar com a influência da alfaiataria. Blazers estão mais curtos e trazem os bolsos com tampa. Nos vestidos femininos destaque para o fechamento em casaco. Coletes ajudam a compor o visual, enquanto couro, falsa pele e brilho funcionam como detalhes.

Fetiche Dark é a mais sensual das temáticas, em parte pelo uso da transparência, do couro e do aspecto acetinado. Aplicações de metais e pedrarias sofisticam a proposta. Camisetas aparecem alongadas com estampas localizadas e mangas dobradas. As jaquetas revelam duas versões: a perfecto - que se renova com a modelagem mais alongada e sem gola – e a motorcycle – com matelassê nas mangas. Calças justas em couro, com brilho ou aspecto laminado contribuem para deixar o visual mais sensual. Vestidos apresentam fendas frontais e decotes profundos.

Artsy segue na direção contrária da temática anterior, com modelagens mais fluídas e a presença de assimetrias, principalmente nas mangas. Estampas frontais trazem imagens de lobos e roqueiros. Amarrações contribuem para o ar de despojamento do look. Tricôs e malhas em jacquard revelam o movimento étnico. Calças aparecem com cintura no lugar, com pregas e pernas largas. Maxigolas conferem modernidade à produção. Os detalhes do look Artsy são grandes e a regra vale até para os botões. 



Universo das cores
No próximo outono/inverno a paleta de cores à primeira vista até parece de verão e deve esquentar a estação, explica Luciana Parisi. Quatro linhas se destacam como principais: anos 1960 e 1980; neutras; outonais e pedras preciosas. "A primeira traz a vibração da cartela pop para a temporada, com azul, pink, laranja e amarelo em evidência. A neutra privilegia areia, bege e tons de cinza e remete ao universo italiano. Os tons outonais dialogam com o universo inglês e trazem mostarda, açafrão, tijolo, ferrugem, abóbora, pinhão, verde musgo e folha. Já a paleta pedras preciosas consiste em tons de rubi, esmeralda, ametista e safira, além de ouro e prata velhos e aparece principalmente em tecidos com brilho, como o cetim", explica.




Fonte: São Paulo Prêt - à - Porter