29 de jan de 2013

VICTORIA & ALBERT MUSEUM PRESTA HOMENAGEM A DAVID BOWIE


Entre 23 de março e 28 de julho, o Victoria & Albert Museum, em Londres, apresenta “David Bowie is...”, uma exposição que explora o processo criativo de David Bowie como músico e ícone cultural, acompanhando as suas mudanças de estilo.

Freddie Mercury, Michael Jackson e outros reis do pop revolucionaram todos a moda do seu tempo. Mas David Bowie foi, talvez, o que mais se distinguiu, pela sua capacidade singular de transformação e adaptação a diferentes épocas e estilos. O cantor, nascido em Brixton, experimentou as maquilhagens mais inusitadas e as roupas mais inesperadas. Na década de 1970 encarnou um alter ego chamado Ziggy Stardust e destacou-se pelo visual andrógino e muito particular: o cabelo extravagante, a tez lívida, as roupas com estampagens hipnóticas. "Fora dos palcos sou um robot. No palco eu adquiro emoção. Provavelmente é por isso que prefiro vestir-me como Ziggy do que como David", afirmou o artista.

A exposição que o Victoria & Albert Museum dedica a David Bowie na próxima primavera explora as suas colaborações com vários artistas e designers das áreas da moda, música, teatro, arte e cinema. Em exibição estarão mais de 300 objetos, incluindo os bodysuits desenhados por Freddie Burretti, trechos de filmes e performances ao vivo, vídeos de música e projetos de set design criados para a digressão Diamond Dogs (1974). “David Bowie is...” expõe também objetos pessoais de Bowie, como storyboards, letras manuscritas, esboços, partituras musicais e excertos do seu diário.

“David Bowie is...” promete ser uma das exposições do ano.


FOTOS (da esquerda para a direita):

Fotografia para capa do álbum “Aladdin Sane”, 1973
Foto: © Brian Duffy

Bodysuit para álbum Aladdin Sane, 1973. Design: Kansai Yamamoto.

Foto: © Masayoshi Sukita

Fotografia original para capa do álbum “Earthling”, 1997.
Design: Alexander McQueen em colaboração com David Bowie

Foto: © Frank W Ockenfels 3