14 de nov de 2012

Moda concentra-se em Madrid


A capital espanhola acolhe a partir de amanhã a Global Fashion 2012, que durante três dias reúne universidades e empresas para debater as opções de futuro da moda. Portugal estará em destaque, com várias intervenções de reputados especialistas nacionais sobre moda, sustentabilidade e comércio.  

dummy
Moda concentra-se em Madrid
A partir de amanhã, e até 17 de novembro, “moda” será uma palavra obrigatória para os madrilenos, com a capital espanhola a acolher a terceira Global Fashion, desta vez subordinada ao tema “Opções Futuras para o Mundo da Moda”.
Depois do sucesso da última edição – realizada no Porto em 2010 – a conferência bianual, que decorrerá na Universidade Complutense, contará com a intervenção de reputados nomes internacionais sobre várias áreas da indústria da moda e sua influência na sociedade. «A ideia em foco, nesta edição, lançada no "Call for papers", é a do espaço como local de encontro, aplicada naturalmente aos "locais" da moda. Por isso, temos muitas comunicações sobre cidades, arquitetura, bairros de moda, lojas e o próprio corpo», explica Isabel Cantista, docente universitária e managing partner da FFI – Fast Forward Innovation, que integra o comité da organização.
O objetivo, revela, é «fortalecer o networking entre académicos e indústria, assumindo-se como um pequeno subsistema de inovação nesta fileira. Deste diálogo, todos os intervenientes têm muito a ganhar», assegura Isabel Cantista.
Entre os destaques estará a presença, pela primeira vez, de académicos de países árabes, nomeadamente da Arábia Saudita e do Egito, para além de diversos europeus, norte e sul-americanos.
Portugal vai estar bem representado, com as apresentações de Paula da Costa Soares (Universidade Lusíada do Porto) sobre “A Moda Contemporânea Portuguesa”, de João Morais (Universidade do Minho) sobre “A Sustentabilidade como um Novo Paradigma para as Marcas de Moda”, de Paulo Martins (Universidade da Beira Interior) sobre “O Comércio Eletrónico como uma Possibilidade de Expandir o Negócio para as Micro-Empresas”, de Madalena Pereira (Universidade da Beira Interior) sobre “Evolução no Desenvolvimento de Acessórios de Moda: O Papel do Tecido”, de Rui Miguel (Universidade da Beira Interior) sobre “O Acessório e a Cor e a sua Importância para a Expansão do Negócio” e de Rogério Sousa (Universidade do Porto) sobre “Transfigurar o Corpo: Os Vestidos de Penas na Iconografia Egípcia”.
«Destacaria sobretudo a dinâmica que a Conferência tem vindo a ganhar», refere Isabel Cantista. «O facto de haver participantes que, em cada ano, se entusiasmam e mobilizam para conseguir o apoio das respetivas universidades, demonstra a relevância que esta conferência começa a ter no mundo da moda. A primeira edição foi em 2008, por isso, podemos considerar este projeto muito recente», acrescenta.
Este entusiasmo é patente também na própria organização, que está já a pensar na próxima edição. «No final da Conferência de 2012 será já lançado o desafio aos participantes para refletirem sobre o tema do próximo: a relação entre criatividade e tecnologia, e será feito o convite para virem até à Universidade de Ghent, na Bélgica, em 2014», conclui Isabel Cantista.
 
Fonte: Portugal Têxtil